Deletar ou não Comentários em Blogs

Ao ler o artigo publicado aqui no blog Escola Sites, sobre deletar comentários, Marcos Lemos, você está errado ao excluir comentários! decidi escrever este texto. Tudo nos leva a crer que quando uma pessoa cria um blog acredita que ele receberá visitas. Alguns receberão poucas visitas nos primeiros dias. Outros podem até receber muitas visitas no início. Tudo vai depender do conteúdo que se encontra nela.

Este é um Guest Post escrito  por José Guimarães. Autor dos blogs: Livros Infantis de José Guimarães e Ganhar Dinheiro Legal.

comentários

Os blogs foram criados como ferramentas de divulgação de textos. Os blogueiros descobriram nos blogs excelentes meios de se ganhar dinheiro na internet. Os anunciantes, por sua vez, descobriram o potencial dos blogs e pagam os blogueiros por divulgar seus produtos. Hoje podemos dizer que os blogs são websites de prestígio e muito respeito. Tanto que milhares de blogs se criam diariamente e milhares de blogs se deletam diariamente. Tudo porque seus donos não se enquadram na difícil tarefa que é manter o blog em atividade. Isto porque a arte blogueira requer disciplina.

Considere ler o artigo sobre deletar comentários, Marcos Lemos, você está errado ao excluir comentários! que me motivou a escrever este texto. Perceba que não defendo nem acuso ninguém. Procuro ser imparcial.

Justificativa

O blogueiro precisa pensar. Ler artigos escritos por blogueiros experientes. Visitar blogs e descobrir conteúdos interessantes. Além disso, ler livros de autores diversos. E-books sobre o assunto do interesse dele. Enfim, o blogueiro é um autor, editor, escritor, crítico e ainda revisor dos artigos que escreve e publica em seu blog ou site.

Diferente de praticamente todos os meios de divulgação, o blog apresenta uma oportunidade de se conseguir feedback imediato de quem lê o que o escritor/blogueiro escreve. Esse feedback é entregue ao dono do blog de imediato. Ainda, de maneira gratuita. Isto é, o blogueiro não se esforça por receber comentários. Os visitantes é que se esforçam por escrevê-los.

O problema que surge nessa brilhante interação entre pessoas desconhecidas é a liberdade de se escrever o que quer. Por isso, muita gente se aproveita dessa liberdade para criticar de maneira humilhante o autor do texto. Pior ainda, sem explicar o motivo de seu gesto. O visitante entra num blog. Se lê ou não lê o assunto, não sabemos. Mas escreve um comentário. Esse fato explica comentários do tipo: “Belo artigo”, “Bom artigo”, “Gostei do texto”, “Gostei do Blog”, “Blog legal”. Ou então: “Droga”, “Blog horrível”, “Não gostei”, “Ruim”. Escrevem isso tudo sem explicar o motivo.

Quando seria simples a pessoa escrever (Antes disso, claro, procurar o nome de quem escreveu o artigo): “Olá, Jair, gostei do seu blog. Concordo que você tenha razão quanto ao que escreve. Mas discordo do seu ponto de vista. Eu penso de maneira diferente de você…”. Com isso o visitante cria um breve diálogo, que pode continuar com a resposta do dono do blog. Aí vem a parte principal do debate. O dono do blog responde de maneira educada ao comentador, ou o dono do blog exclui o comentário. Há ainda o caso de o dono do blog reclamar por e-mail. Muitos demonstram tanta raiva no texto que o comentador decide passar longe do blog dele. Tipo assim: Esse cara não aceita discussão. É autoritário. Senhor da verdade e tudo o mais.

Procedimento assim estraga tudo. É como os políticos quando discutem. Vemos na TV que de vez em quando eles partem para a agressão física. Tudo porque não sabem discutir.

Excluir ou não excluir comentários

Comentários escritos com uma única palavra devem ser excluídos. Tanto para um bom visual do blog quanto para o próximo leitor do artigo. Comentários provocativos, sem sentido lógico, sem cabimento, também. Com xingamentos, palavras ofensivas, deletem tudo!

Quais comentários devem ser mantidos no blog?

Mantenha no blog os comentários que acrescentam algum item ao artigo. Um esclarecimento que o autor do artigo omitiu. Por exemplo, num tutorial, muitos autores escrevem pensando que seus leitores entenderão. Mas eles não entendem. Escrevem palavras como Footer, Link Juice, Link Building, Backlinks como se fossem da linguagem dos brasileiros. Não são. E quando um coitado pergunta, pensam que é burro, idiota, ignorante. Com isso apagam o comentário. A visita retorna e não vê seu comentário, muito menos resposta. Fica triste. Passa a odiar o blogueiro. Muitos deletam o blog que criam, por falta de ajuda de quem já está na área.

Como o blogueiro sensato deve proceder

Caso alguém comente e corrija algo, tudo o que autor tem a fazer é agradecer e corrigir o erro. Assim ele mostra que aceita sugestão e convida outros a sugestionarem também. Imagine se todos os blogueiros fossem assim. Seria maravilhoso esse segmento da internet chamado Blogosfera.

Faça o seguinte: Se estiver com raiva de algo ou alguém, não abra os comentários. Publique artigos. Atualize posts. Deixe os comentários como estão. Nesses casos até um elogio o irritará. Só abra os comentários quando estiver calmo, tranquilo, feliz da vida. Você verá que será fácil responde-los com palavras amigáveis. Ou deletá-los, caso seja preciso.

Este artigo é um convite ao debate. Comente. Escreva sua opinião. Concorde. Discorde. Interaja com o autor do blog. Aprenda. Ensine o que aprendeu. Acreditamos que blogar seja isso.

Receba as melhores dicas para criar um negócio digital lucrativo

Jair Rebello

Empreendedor e Nômade Digital. Dedica grande parte do seu tempo para criar soluções como o Plugin SqueezeWP e o Template ConversionWP Premium que ajudam dezenas de milhares de empreendedores a desenvolverem seus negócios.

Website: http://www.rebello.blog.br